sábado, 30 de junho de 2012

Vou parar de reclamar da vida. Não adianta emburrar, se queixar, ficar com rugas antes da hora. A coisa é bem simples: existem coisas que a gente pode fazer e outras que a gente não pode. O que depender de mim eu faço. O que depender dos outros, bem, daí é com os outros. E isso inclui você…” Clarissa Corrêa.                                                             

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Nova fundação...


Oi, não tenho vida, quer brincar comigo?
Fundarei a associação das "mulheres desesperadas durante as sextas"
Pra você que namorado um jovem aspirante a vida de aposentado, tem uma sobrinha que chama seu nome 13 vezes na mesma frase, e amigos que viram fumaça quando você precisa sair beber e falar mal dos outros
...
aceito associadas

Delineados para sua sexta!

mas caso você seja como eu, e tenha a vida social de uma samambaia, grave para quem sabe uma oportunidade.
As vezes me pego pensando o motivo das pessoas falarem e se comportarem de forma tão retardada com crianças....
Não que eu não faço isso, eu sou pior, eu sei até mesmo imitar a menina do cabelo verde do programa quintal da cultura, e busco sempre me aperfeiçoar na voz de patolino (para momentos tristes da sobrinha)
Eu queria que alguém na minha infância tivesse dito: "Querida não tenha pressa de crescer, afinal muitas pessoas que você ama hoje se tornarão as que você odeia amanhã, a sua coleguinha de pré vai virar uma guenga, e você pagará pelos pecados equivalentes a ter praticado Pilates na cruz!" 
...
ups pensei alto....

Férias, sua chata!

Eu brinco o semestre inteiro de planejar férias. Ninguém quer férias ruins, ninguém deseja que uma seja pior que a outra, ou que passe o tempo todo se matando em coisas que não são sua obrigação, ou não te faz feliz...
bem, e aí vamos nós pra mais uma temporada de férias de merda.
Uhhhhyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyy

¬¬

quinta-feira, 28 de junho de 2012

E quando eu finalmente..

ganho o livro que eu queria, não me sobra tempo, ou estrutura física, para ler...

quarta-feira, 27 de junho de 2012

=)



Prometo..

parar de usar o blog como chat, twitter, facebook, pra ficar escrevendo posts curtos com bizarrices a todo momento....
amanhã! Rá!

afinal o que pode me acontecer? eu receber um comentário? huahuahuahuahuahuahuahauhaua

me divirto absurdamente com pouca coisa na mesma velocidade que me angustio, tem cura?
escutando mais uma vez as mesmas músicas de ontem, e anteontem, e quase a semana passada inteira
e já que é pra não ter o que fazer nas férias, então vou infernizar alguém com meu som, vulgo namorado-novo-da-irmã
não eu não tenho salvação
...
... mentira eu tenho sim, só as vezes que não hihihihi

parô, interna!

Adoro imagens de raio x

até as fakes das fakes como essa acima.
é normal?
Droga, fico aqui postando e acabo perdendo a novela... de novo

sim virei um Alien, edaí?

Emoção e bolinho

Estou abalada emocionalmente porque pela primeira vez na vida fiz uma coisa na cozinha que deu 100% certo tudo, ficou gostoso e lindo (puta vida que lindo!), tudo ao mesmo tempo
tipo muito lindo...
e pra ajudar na benção, a câmera voltou a  funfar, depois de meses sem trabalhar...

e adivinhem.... cadê a porra do cabo pra eu passar as fotos?

ÓDIONOCORAÇÃO

Medo de mim

Aí vai um conselho: se ñ tem ainda, é melhor ter!
Danço e canto sozinha. Até aí você deve achar normal. Porque pessoas normais fazem isso, o tempo todo.
Mas no meu caso é diferente: o metalzão pode aparecer cinco minutos após o sertanejo de raiz, sim simples assim, e no meu caso, a coreografia não muda na mesma frequência que as opções musicais.
E isso se intensificou com as músicas que roubei do pendrive do namorado. Elas não foram roubadas, mas a expressão reafirma que ninguém sabe o que eu peguei de lá. medo.
Nessa de música dos outros vale a pena ressaltar meu inglês fonético e elegante e você fala um monte de palavras juntas nas frases rápidas "huansdohdsdosjshcnjhcuhush youuu, dãn dãn dãn" e disfarça a parte que nem sabe chutar o que está pronunciando. Motivo pelo qual gosto das minha músicas e morro de medo de cantar perto de alguém que tenha um bom inglês.
Cantarolo coisas que ninguém entende, invento musicas, tipo invento música pra caramba, só a sobrinha adora. Canto músicas do tempo da minha avó no ritmo da balada dance.
Vendo de fora, acho que se tivesse uma irmã gêmea eu a esganaria, ou esganaria a mim?... seria suicídio?... ah esquece....

Quarta do Gato




e como dizia clarissa correa

Eu disfarço muito e quase ninguém percebe. Tem um monte de gente por aí que acha que me conhece o suficiente. Outros tantos acham que sabem o bastante sobre a minha vida. Entra no meu mundinho quem eu deixo. Acho que a gente não deve escancarar a vida, tem coisa que é só nossa e de mais ninguém. Quanto mais a gente dá liberdade para os outros mais eles se sentem no direito de se intrometer e meter o bedelho. Não gosto, pois da minha vida cuido eu.

Eu queria fazer de tudo isso uma coisa linda, uma imagem pra você guardar.
Como aquelas passagens bonitas da vida nossa, que só lembramos nas tardes de chuva, na janela do carro na estrada quando sol está se ponto, e em dias que não escolhemos o que vai tocar na nossa play list nostálgica.
eu.
Acabei me afastando de algumas pessoas. A gente sente direitinho quem quer o nosso bem. Se eu estou feliz e você gosta de mim, por favor fique feliz também. Se a sua vida é uma desgraça, desculpa, não tenho culpa. Se os seus sonhos e planos não deram certo, por gentileza, não descarregue em mim. Também tenho sonhos e planos que não se concretizaram e nem por isso sou amargo. Nem por isso não desejo a sua felicidade. Sempre disse e repito: é fácil ser solidário quando tudo está uma merda. É fácil esticar a mão, ficar ao lado, ouvir as tragédias. Difícil mesmo é ficar feliz lá no fundo quando o outro conquista alguma coisa. Quando ele se dá bem. Quando ele está com o coração sorrindo. A gente percebe direitinho sorrisos amarelos, olhares não sinceros. Acho isso tão pequeno. Se você gosta de alguém, se é amigo de alguém é obrigação ficar feliz pela pessoa.
Clarissa Correa

terça-feira, 26 de junho de 2012

É simples

Ando bem no clima desse lema...

 =)

diario de academia: roupa

A impressão que se tem é: não existe roupa decente e confortável ao mesmo tempo. Fora que a menos que você tenha um corpo de panicat, fica meio difícil seu amor próprio responder a altura da sua "disposição" de malhar com aquela roupa gruuuudaaaaaada.
O que deveria nem ser motivo de preocupação se materializa, pois afinal nós mulheres temos muitas preocupações e a roupa já está embutida quando decidimos fazer exercícios.
Mandamentos do bom vestuário:
1 Estarás sempre com pernas e axilas depiladas, e neeeeem adianta querer dar uma disfarçadinha, com um manga maiorzinha, por que o mundo é mal minha filha, e ou fará uma calor do deserto, OU alguém vai colocar você pra levantar o braço no exercício bem no meio da turma.
2 Penarás em lojas para encontrar a peça ideal - e daí se o que dá certo em comprimento não passa na sua bunda? Vá naquela loja caríssima (porque nessas malditas lojas sempre se encontra uma coisa do seu tamanho ideal e por um preço filho-da-mãe) e compre a bendita roupa em 6 vezes, nem que você desista da academia antes de terminar de pagar, idaí?
3 Aceitarás usar isso até nos dias mais difíceis - afinal no frio de julho seu sobretudo vai prender na esteira, trabalhe sua criatividade em formas de esconder na menstruação, e as vezes que tiver que levantar a calça ou abaixar a blusa a todo momento, por estarem grandes ou curtas demais...
4 Não matarás! Deixa a vagaba do corpo bom te olhar com desprezo, ela pode levantar vinte kg em cada perna enquanto você levanta cinco, o que importa é sua força de vontade!

Vai entender...

Eu vejo essas drogas dessas imagens de  pin ups e penso " qual o motivo de laguém parecer TAO feliz fazendo serviço doméstico?" Aliás quem inventou isso? Que mulher se acha bonita com pouca roupa e um ferro na mão? Que tipo de macho alfa se conquista com isso?
É. acho que se você intimidar o macho alfa com um " não tenho mais roupa, ou você passa o que eu lavei, ou passo a sua cara!" funcionaria comigo... Seduzo fácil né?

Caveiras mexicanas e namoros estranhos

Outro dia falando sobre caveiras mexicanas (e siim eu vou desenhar isso na minha cara!), meu namorado não sabia do que se tratava, daí expliquei mostrei no google e pá... entre tantas coisas que ele nunca sabe sobre mim... daí taquei na cara dele (porque sou mulher, ou seja, ótima nisso) que ele nunca via meu tumblr, e consequentemente pensei "nem meu blog =(", mas depois me passou pela cabeça que isso é bom... posso falar mal dele por aqui, ao mesmo tempo publicamente e de forma que ele nunca vai ler.
Porque é isso que eu estou com vontade de fazer agora...

Ódio no coração se instalando em 30%.... 40%... 50%.....    ......... download completo!
A melzinha estava na varanda até agora. É sempre assim, basta eu ter um minuto de paz para bundar na internet e começa... aquele barraco e eu gritando "MEEEEEEEEEEEELLLL entra filha!"..
as vezes acho que ela sofre bullig  com essa gente que tem ódio no coração, e eu não sei como lidar.
Ah, mel é minha cachorra, só pra lembrar.

domingo, 24 de junho de 2012

Esmaltaria inédita

Quando eu entendia menos sobre esmaltes, nem conhecia muitas marcas, eu acompanhava blogs diversos, e com o tempo fui me aprofundando no assunto lendo blogs específicos sobre o tema. Muitas vezes, saiam lançamentos lindos que eram mandados para essa blogueiras mostrarem, ou elas mesmas compravam e faziam resenhas a respeito. Sempre achava petulante a  respostas de muitas blogueiras famosas em relação as coleções, porque em sua maioria só tinha um ou outra cor que as agradava em coleções enorrmes, e eu pensava "puxa não é possível que as coleções sejam tão iguais!".
Pois é, o tempo passou a caixinha de esmalte cresceu, a vergonha por usar certas cores sumiu, e passei a ter mais domínio no assunto.
E sabe, agora eu vejo; parece que realmente uma marca copia a outra, ou todas vão na mesmisse. Hoje não me interessa uma única coleção inteira (não tive nenhuma inteira até hj, ainda bem), e quando são bonitas, realmente, é uma ou outra cor que se destaca.
O lado bom é que não cometi o suicídio financeiro, na época, de comprar todas as cores que queria, e hoje sou bem mais seletiva. Então vale lembrar que o que lemos em blogs desse tema, ao contrário do que muitas pensam, como eu ja pensei um dia, é que existe "maldade" em comentários, afinal as resenhas estão aí para demonstrar opiniões e não achar tudo lindo.
Outra coisa é que: tem muita gente com talento, muita gente com bom gosto, mas existem outros assuntos, e blogs a respeito disso estão começando a perder a visibilidade por conta da chuva de gente falando da mesma coisa. E sim, tem espaço para todo mundo, mas as pessoas estão usando isso de desculpa para se tornarem repetitivas. Obvio que não só referente a esmalte, vocês sabem...

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Prevenção contra erro na MAKE!


O Ministério da Boa Leitura adverte: este não é um post para te ensinar a fazer delineado, qual pigmento combina com seus traços, e a que Deuses do olimpo vc deve pedir seu primer...
Longe de todas essas moças lindas e seus tutoriais mim, querer ensinar alguém a rebocar a cara pra sair com dica milagrosa. O que ocorre é: devido a muito tempo pesquisando no assunto, vendendo cosméticos, e principalmente sendo cobrada, eu percebi que a mulherada fica insatisfeita com resultados de make, sendo sempre as principais culpada (não comecem atirar as pedras, guardem para o final!).
Sendo a assim, me sinto no direito de alfinetar, digo, abrir os olhos para uma reflexão sobre dúvidas comuns que essas doidas de pedra me fazem...
1) " eu fiz igual a da moça da novela e em mim não ficou bom"
Primeiro: você não tem a cara da moça da novela, muito menos o maquiador dela. Então ao invés de esperar que eu arranque um pó rebocador-master-plus da bolsa e te dê para ficar igual, pense se a make que ela fez para o rosto dela se adequada aos traços do seu.
2) "Comprei a sombra lá, mas não ficou da forma que eu queria".
É muuito comum a pessoa comprar, não ler a embalagem, não se informar como aplica, não ter um mísero pincel decente, meter o dedão na embalagem e esperar que o produto se molde a cara.
3) " ahhh mas durou tão pouco"
Compre um produto na quantidade que você usa. Avá é memo? Ou seja, se você usa base duas vezes ao dia, você pessoa que sabe ler e tem um pingo de noção possível, sabe que uma embalagem de 30ml não vai durar muito tempo, a menos que você seja o tipico ser mão-de-vaca que faz milagre na fuça inteira com uma gota.
4) "ah, não gasto isso num produto assim" ou "a minha vizinha comprou uma parecida por 10 conto".
A cada um cabe julgar o que acha necessário ou não em seus gastos. Nunca forcei ninguém, e sempre fiz questão de avisar quando algo bacana estrava na promoção, ou eu já tinha usado pra confirmar que valia o gasto. O foda é: você é o que você consome, se você quer usar uma sombra de 1,99, você está pagando a qualidade equivalente ao preço (não que isso justifique os preços exorbitantes, não é isso), mas se você quer usar: fique a vontade, se seus cílios caírem (calma gente é um exemplo) é uma consequência, assim como também se ficar uma porcaria, não adianta você achar ruim.
5) "ah, mas é bom? "
Não querida, gosto de mostrar porcaria por esporte.

Enfim, esse post foi mais um forma de ironizar uma coisa comum: as pessoas não costumam pensar n o que fazem antes de perguntar. Hoje em dia, por exemplo, acho um absurdo meninas que tem a cara de pau de comprar pincel de tinta "´pra customizar" em pincel de make, sendo que até nas lojinhas xinglings você encontra uns furrequinhos, mas são pinceis! ou uso é o mesmo. Acho que muitas meninas não sabem o que querem, não conhecem o próprio rosto, tipo: formato, tipo de pele, etc, isso tá cheio de blogs e revistas falando. Não entendo porque alguém tenha tanta necessidade de ter a make idêntica a de tal personagem, toda a vez que vai sair...
Acho que a mulherada anda perdendo a mão....
"ah, mas você é muito grossa!"
Veio aqui pra ler o post ou receber elogio? hahahahahaha

Quarta do Gato




quinta-feira, 14 de junho de 2012

Quem casa quer casa: enfeites

Sou doidinha por bibelôs e enfeitinhos de bichinhos e coisas do tipo. Lembro que audno criança tinham vários me casa, mas aos poucos ou foram sendo quebrados ou quardados numa cristaleira(vocês sabem o que é isso né?) e nunca mais sairam de lá. Quando tiver minah casa vou "roubar" vários pra mim.


Costume feio que as mulheres mais velhas tem de ter "dó" de usar as coisas. O duro é saber se com as mãos da sobrinha passeando soltas eles vão quebrar ou vou guardá-los pra sempre...

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Quarta do Gatoooo



Eu quero folhas seca no chão, pra quando pisar eu fazer "treck"...
Queria cantar manso, naquele modo que todo mundo gosta de ouvir, ao contrhralio daqueliii somm espanta corvo.
Queria dia bonitinho, com sol, mas que dê pra usar moletom.
Um abraço, um beijo, e beliscão, de amor.
Bolo, pizza, suco.
Suco de fruta, suco de saquinho, suco de lata, suco de garrafa.
Um lembrança boa,
um risinho atoa.
"Falando sério. É bem melhor você parar com essas coisas de olhar para mim com olhos de promessas, depois sorrir como quem nada quer. Você não sabe, mas é que eu tenho cicatrizes que a vida fez. E tenho medo de fazer planos, de tentar e sofrer outra vez. Falando sério. Eu não queria ter você por um programa e apenas ser mais uma em sua cama, por uma noite apenas e nada mais. Falando sério. Entre nós dois tinha que haver mais sentimento. Não quero seu amor por um momento e ter a vida inteira para me arrepender."
Roberto Carlos

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Diário de Malhação: o início

Malhação: não, não vou fazer post sobre a típica novelinha teen da rede globo.
Malhação, do grego "malhacares" trazida para o romano como "malharcarafeias" trazida para nosso português "você vai mais malhar a sua cara pro ter dado a tapa de estar ali do que teu corpo, minha filha".
Tem gente que faz diário da vida nada amorosa, da vida muito amorosa, do regime, da dieta (quase pensei em fazer da minha do ano passado, mas era uma dieta de engorda e não quero ser vítima de de bulling na net por afrontar o time contrário), e sobre malhar. Só tem um quêzinho: as moças criam diários para mostrar para as outras quantas vezes contraem o abdome a cada série de acordo com as calorias que querem perder...
Meu diário é pra dividir com meus companheiros e companheiras de sofrimento e gongação alheia por conta desse ambiente submisso e ditador de atitudes e tendências....
Foram meses pensando nisso, malhei por um bom tempo, musculação pura, deu bom resultado, mas aí vc vai embora da sua cidade, começa a comer besteira e não fazer exercício (ok caminhada, mas nem faz "cósca")...
Antes de ser apedrejada em twitter praça pública por educadores físicos ou fãs de academia, já explico: não sou essas doidas varridas (ou não tanto), que saem por aí pregando gongando uma coisa que vê defeito até a morte de seus usuários. Eu gosto pouco de academia, adorava antes, mas meses paradas fizeram meus pensamentos e conclusões sedentários se aflorarem de tal modo, que mesmo retornando a prática eu ainda vejo defeito em tudo, ou reclamar feito uma velha, para os mais íntimos.
É, essa série de posts eu faço questão de dar continuidade...
ps: esse post vai sem imagem porque em sites de buscas só aparecerão imagens ... deixa pra lá

terça-feira, 5 de junho de 2012

"Sorrir é a melhor maneira de lidar com situações difíceis."
— Caio F. Abreu

Balanço de dados

Realizei todo um balanço de dados mentalmente para um post de encerramento de semestre e início de férias.
O problema é que férias só é férias quando se encerra tudo pra coçar em casa o resto do mês. E não é o caso.
O caso é que o motivo mor de eu ter abandonado minha cidade-amizade (vulgo terra do nunca) se encerrou, no momento.
Tirando algumas pendências muito muito muito pendentes, eu já me encontro prontinha pra voltar (seja de ônibus, navio ou vassoura) embora;
Então comecei a pensar nas coisas que eu sentiria falta, situações e criaturas que me prendem aqui. percebi que vou sentir falta. Sen-tir-fal-ta. Ta aí duas palavras que eu nunca pensaria em usar pra se referir a esse lugar, no início do ano que tiver que virar bonito sozinha.
Será estranho acordar sem barulho de passos acima da minha cabeça, os 547963218 gatos se dono que a mulher do bloco ao lado alimenta (eu também jogo uns petiscos mas morre aqui entre nós), o sol quando bate a tarde e deixa o lugar alaranjado, as janelas, mesmo com grades,  mostrando as crianças se matando enquanto voltam da escola e pessoas levando seus cachorros passear, os vizinhos que não faço idéia de quem são, o projeto de cantora gospel que mora ao lado, e por que não lembrar a cara de bunda de um ou outro porteiro (aqui tem vários)....
Meus cactos, QUEM VAI CUIDAR DOS MEU CACTOS? meu bonequinho do homem de ferro....
Começaram a se formar perguntas semelhantes as que eu fiz da minha casa quando vim pra cá.
É tão estranho, começar a se acostumar com o que não é da gente, com o que não devemos se apegar, com o que vamos abandonar a qualquer momento...